O SONO

Janeiro 29, 2007

omega1.jpg

Quando as luzes se apagam,
E a noite chega
Tudo se esvanece na madrugada absorvente
Tragando no seu seio, o torpor do iminente stress,
Que nos devora
Na rotina diária, da nossa existência

O sono e o sonho…
Aparecem como drogas, impedindo-nos de pensar
Pesadelo…!? Ou não!
Anestesiando o nosso corpo, e o nosso pensamento

Qual heroína entrando nas veias, devassando a nossa mente
Atirando-nos para um gueto, à margem de tudo que nos rodeia
Não durmam! Não sonhem!
Não se desliguem da realidade

Pensem! Lutem!

Contra o marasmo do existencialismo passivo, e sedentário
Esperando que tudo aconteça
Absortos…Num sono profundo.

Anúncios

2 Responses to “O SONO”

  1. djamb Says:

    “Quem sonha de dia tem consciência de muitas coisas que escapam a quem sonha só de noite.” Edgar Poe

  2. papagaio Says:

    Olá djamb! Obrigado pelo comentário, e visita…

    Quando se dorme em sono profundo, esquecendo a realidade que o envolve…jamais pode sonhar, com o mundo novo e justo…

    Abraço

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s