LUZ TÉNUE

Fevereiro 22, 2007

esteirosmini-dsc00565.jpg

O azul que adorna a minha incerteza

Ainda cinzento permanece

O Sol embora brilhe

Está ofuscado, pela densa neblina

Que o meu coração contem

Quero afastar essa nuvem

E dar lugar ao Sol, e á claridade

Mas tudo…

Continua difuso, e nubloso

Quero um novo chão para pisar

Firme e seguro

Mas dentro dessa casa

Continua tudo sombrio e bafiento

A luz…demora a entrar

Ofuscada pela cheio a bolor,

Que se mantém

Apesar da ténue luz

Que está à espreita

Descerro a lápide que me atormenta

Quero sepulta-la para sempre

Quero renascer

Embora uma luz ténue brilhe…

Está ainda ofuscada, pela escuridão.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s