MEU VELEIRO DE MIL CORES

Março 6, 2007

fotoscata.jpg

Minha voz ficou presa

No pranto que não tive

Lavo-me em lágrimas

Pela tua indiferença  

 

Navego no meu Veleiro de mil cores

Despejo as lágrimas da desilusão

No Mar da minha esperança

 

Por mares turbulentos naveguei

Enfrentei tempestades, e adamastores

Ancorarei em porto seguro

O meu Veleiro de mil cores

 

Pegarei seu leme,

Desfraldarei suas velas

Navegarei por mares revoltos

Deixarei que ventos e marés

O levem ao cais…

Da minha esperança.

Anúncios

2 Responses to “MEU VELEIRO DE MIL CORES”

  1. Conceição Says:

    Olá,

    Povo

    Ò povo que trais sem saber
    O corpo que cansada da luta não
    Pode ver

    Ò néscio que não tiveste
    Quem a ti te ensinasse
    A andar.

    Ò triste que caminhas com os
    Pés dos outros,
    Sem saber no que estás a pisar!

    Poema da autoria de LILIANA BARRETO do LIVRO POISEIS II

    Desejo-te uma bela semana, na companhia deste belo poema que encantou os sentidos.

    Beijinhos ConceiçãoB
    http://amanhecer-palavrasousadas.blogspot.com

  2. papagaio Says:

    Olá Conceição!

    Belo este poema da Liliana.
    Obrigada por aqui o trazeres.

    Beijinhos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s