NÃO QUERO ACORDAR-TE

Março 9, 2007

 familia_sexualidade.jpg

Deslizo pelo teu corpo, em silêncio…

Não quero acordar-te

Observo-te no teu sono

Suave…e tranquilo

Os teus cabelos, longos…

Cobrem teus ombros frágeis

De pele macia

Teu rosto…

Escultura do artista

Belo, e encantador

Teus olhos…

Agora fechados

Duas pérolas do Oriente

Cintilantes, quando olham os meus

Teus lábios…veludo

Pedindo que os beije

Longamente…

Apaixonadamente…

Teu pescoço, teus seios…

…Teu ventre…

Gruta do amor, onde me perco…

Tuas coxas…

Esbeltas, de pele macia

Me devoram o olhar

Devagarinho…deito-me a teu lado

Não quero acordar-te

Quero ficar a olhar-te

A contemplar-te

E adormecer juntinho a ti.

Anúncios

2 Responses to “NÃO QUERO ACORDAR-TE”

  1. G Says:

    Olá!
    Este poemo consegue criar completamente a imagem por ele descrita.
    Basta fechar os olhos…
    muito bom!
    Abraço!

  2. papagaio Says:

    Olá Gu!

    Como dizes, é só fechar os olhos, e voar…

    Abraço

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s