NAS ESCARPAS DO TEMPO

Junho 21, 2007


 eric-james-logan-the-beginning.jpg

Nas escarpas do tempo

Nas montanhas da desilusão

Flutuam sonhos e quimeras

Que trepam tal como heras

Pelo muro da frustração.

 

Nessas veredas sombrias

Dentro dos cárceres frias

Há um lampejo de luz

No olhar de uma criança

Há alegria, ternura, esperança

Onde seu brilho, reluz.

 

Nas escarpas do tempo

Nessa vereda sombria

Há o sonho, a utopia, a quimera

Há o sol, há alegria, há Primavera

Há o nascer de um novo dia.

Anúncios

4 Responses to “NAS ESCARPAS DO TEMPO”

  1. acaminho Says:

    Há alegria, há primavera.
    Mas, vez por outra, há um inverno que teima em deitar frio sobre os incautos.

  2. maria Says:

    Tanta esperança, tanto calor, dá para ver o olhar da criança dentro de nós. Lindo, Mário. Um beijo.

  3. Lusófona Says:

    Que tenhas uma lindo nascer do dia todos os dias!
    Que sejas feliz, amigo poeta.

    Beijinhos

  4. oTrEbLa SoRaC. Says:

    neste muro pessoas junto segue,
    esses sonhos nos persegue,
    essa luz nòs ajuda a ver que o tempo
    na alvorada faz-me esquecer o tormento.

    abraço.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s