O NOSSO ENCONTRO

Julho 24, 2007

 diario-da-nossa-paixao.jpg

Passavas devagar,
Como se fosses, sem coragem,
Fazer, a contra gosto, uma viagem,
À falta de razão por que parar.
A tua sombra-recortou-se no meu chão,
Alongou-se em forma e tempo,
Ganhou corpo, ganhou voz.
E, desde então,
Aguardamos o momento
Em que o sol, a pino, sobre nós,
Reduza as nossas sombras a um ponto,
Por ser tão certo e estreito o nosso encontro,
Que nem em sombra, voltaremos a estar sós.

Anúncios

TEUS LÁBIOS

Julho 12, 2007

amor-12.jpg

Os teus lábios são loucos viajantes
Que gostam de perder-se no caminho,
Voltar atrás, recomeçar, devagarinho,
Como se fossem dois principiantes…

E eu, como viagem por fazer,
Vou-me alongando nesse teu perder.

HÁ NO TEU CORPO

Julho 4, 2007

aa66.jpg

É fria a noite, é longa a madrugada
Denso o silêncio, pesada a solidão
De ferro a lua, de pedra, a escuridão…
Tu chegas, e é de seda a alvorada!

Há no teu corpo,
Um halo que me incendeia,
Uma luz que se insinua
E vem ao meu encontro,
Aqui, onde te imagino sempre nua.

O teu jeito de amante
É diamante lapidado
E contrastado, ao longo do tempo
Por todos os olhares, que me precederam.