RUMOS

Março 23, 2008

novo-rumo.jpg

Percorri a estrada da vida e já cansado!
De tanto caminhar! Quase esgotei
Porém, sem desistir, continuei,
Viajando, com a esperança, ao meu lado.

De tanto percorrer, me habituei!
E por onde passei, já me esqueci
Mas de todas as estradas que percorri
Não esqueço por aquelas, que passei.

Enfrentei tempestades e marés…
Naveguei por entre tormentas e adamastores
Em busca de outros sóis, de outros amores
Andei, de porto em porto, aos pontapés…

Porém, quando terra firme avistei
Julgando a bom porto ter chegado
Olhei á minha volta, e então pasmado!
Não estava, onde julgava, me enganei.


Mário Margaride (Papagaio)